terça-feira, 18 de junho de 2013

Mito-Croc


As mitocôndrias são organelos celulares responsáveis pelo fornecimento de energia de fácil utilização às células de todos os seres vivos. Vivem no citoplasma como se fossem bactérias domesticadas, e concentram-se nas mais activas (musculares e do sistema nervoso) como se procurassem uma irrigação sanguínea vantajosa.

Como “seres vivos” estão sujeitas a mutações no seu DNA o que pode condicionar graves doenças congénitas e ou a disfunções adquiridas resultantes de efeitos adversos de medicamentos, infecções ou de outras causas ambientais.
A hiperglicemia da Diabetes ao causar glicolização das proteínas (isto é: ligando glicose às proteínas de forma irreversível) de todo o corpo, altera-as também, dificultando-lhes a actividade, o que se reflecte no funcionamento dos nossos órgãos mais nobres - o cérebro e o coração, promovendo-lhes um envelhecimento acelerado, se o controle da doença não for muito precoce.

Felizmente está em vias de ser lançado no mercado um soluto de mitocôndrias selvagens, extraídas do sistema nervoso do crocodilo do Nilo, que mantêm a capacidade de reprodução “in vitro” e que, ao invadirem as células com mitocôndrias doentes as regeneram.

O Mito-Croc, assim se chamará o produto, é uma inovação que usa a biologia das origens da vida, para o tratamento de um dos maiores flagelos do mundo ocidental – a diabetes e a aterosclerose, prevendo-se que com ela a o homem possa viver, com qualidade, para lá dos 150 anos.

Para já, o tratamento só será disponibilizado por via endovenosa para uso exclusivo de alguns hospitais, mas estamos a estudar a sua administração em cápsulas gastroresistentes, a fim de a poder administrar por via oral.

Caso a segurança se prove, irá por certo concorrer com o Q-10 da Depuralina e com as xantonas do Mangustão, e espera-se a sua venda em Parafarmácias até ao final desta década.

3 comentários:

Alima das Cartas disse...

mitocôndrias: esses organelos que herdamos sempre do cromossoma X da mãe...

Este post fez-me lembrar as terriveis horas que passei debruçada na histologia e na biologia...

capitão disse...

Não é verdade o que afirma. O ADN das mitocôndrias não pertence ao material nuclear. As mitocôndrias estão no citoplasma do ovulo . O citoplasma do espermatozóide também as tem, mas não entra no óvulo no processo de fecundação. É por isso que elas têm sempre origem materna, mas fora do material nuclear.
A sua estrutura é muito parecida à de alguma bactérias.

Alima das Cartas disse...

Sim tem razão... Usar o termo cromossoma X aqui não foi bem empregue.
Queria realmente dizer que todas as doenças genéticas associadas a este organelo são sempre transmitidas pela mãe, porque tal como disse, as que vão ser usadas para o dezemnvolvimento do zigoto são as que estão no ovulo....